Tecnologia e Inovação Novo Ensino Médio: O que é e Aplicação

Uma das grandes novidades da educação brasileira é Tecnologia e Inovação Novo Ensino Médio. Este é um dos componentes curriculares que os alunos da nova modalidade de educação terão que enfrentar e você vai conferir como ele funciona aqui!

Crianças mexendo com robôs na matéria de Tecnologia e Inovação no Novo Ensino Médio
Imagem: Freepik

O que é tecnologia e inovação no ensino médio?

As novas propostas de ensino médio visam mudar completamente a maneira com a qual a educação do país vem sendo feita.

O objetivo é que a escola a partir de agora se adeque melhor às necessidades educacionais dos estudantes, tendo em vista o mundo moderno.

Com isso a grade curricular foi completamente refeita, com a saída — pelo menos da obrigatoriedade — de alguns componentes e a chegada de novas matérias. Uma delas é a Tecnologia e Inovação que chega no Novo Ensino Médio, mas você sabe do que ele trata?

Neste artigo falaremos do que se trata o componente curricular de Tecnologia e Inovação e como ele pode ser aplicado nas salas de aula!


Qual o objetivo da matéria de tecnologia e inovação?

O objetivo da matéria é explorar e integrar tecnologias atuais no processo de ensino e aprendizagem, preparando os estudantes para os desafios que o mundo digital traz para suas vidas.

Obviamente, a matéria não se resume ao uso de aparelhos eletrônicos, mas engloba uma variedade de habilidades únicas desse meio através da propagação de uma série de conhecimentos voltados para a área.

Não só ela fornece a eles uma gama de experiências que abrangem atividades plugadas — utilizando diversos aparatos tecnológicos — como também atividades desplugadas — como a produção de filmes de animação.

Crianças usando computador
Imagem: Ppch.vector no Freepik

Neste sentido, o componente de tecnologia e inovação no ensino médio dialoga diretamente com as outras matérias disponíveis para os estudantes, uma vez que esses conhecimentos podem ser usados interdisciplinarmente.

Mas é claro que isso não se limita a vida acadêmica, os alunos são preparados para interferir de maneira ética e criativa na sociedade em que vivem, ficando prontos para os desafios do mundo contemporâneo.

[lazy_recomendador]

acima_titulo=ACIMA_TITULO

titulo= Ensino Médio reconhecido pelo MEC 

desc= Confira aqui as principais escolas reconhecidas pelo MEC! 

botao= CONFERIR 

sub_botao=*Você permanecerá no site atual

link= https://neteducacao.com.br/ensino-medio-reconhecido-pelo-mec-2024/

imagem= https://neteducacao.com.br/wp-content/uploads/2024/03/retrato-de-um-adolescente-atraente-e-seus-amigos-saindo-na-escola.jpg

[/lazy_recomendador]


Componentes da matéria: como ela é organizada?

Obviamente, cada escola tem certa liberdade para trabalhar os conteúdos, levando em consideração as particularidades da sua região e alunos. Entretanto, algo em comum para o componente curricular de no Novo Ensino Médio são seus 3 eixos.

O primeiro deles, o eixo de Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação (TDIC), visa sensibilizar os alunos para além da utilização simples de ferramentas tecnológicas como forma de conscientização. Desta forma, promovendo o uso responsável e eficiente de coisas como aplicativos e dispositivos eletrônicos, assim como seu impacto na sociedade.

O segundo, o Letramento Digital, é um componente vital na educação moderna, representando a habilidade de utilizar tecnologias de maneira crítica e ética. Isso, é claro, inclui a compreensão do impacto da cultura digital em nossos pensamentos e ações, além de promover uma cidadania online responsável.

Professora com alunos em sala de informática dando aula de Tecnologia e Inovação que chega no Novo Ensino Médio
Imagem: Zinkevych no Freepik

E por último temos o Pensamento Computacional, o eixo voltado para ensinar os alunos a repensar o mundo com base em pilares computacionais como decomposição de problemas, reconhecimento de padrões, abstração e algoritmos.

Em particular, essas habilidades são úteis para resolver problemas em áreas diversas, como ciências exatas, humanas e artes.


Quais são os principais assuntos que podemos aprender em tecnologia e inovação?

Dentro dos eixos mencionados acima, as escolas e professores têm uma vasta opção de assuntos e recursos para promover a aprendizagem dos estudantes.

Pegando alguns exemplos do novo modelo sendo utilizado no planejamento educacional do Governo de São Paulo, no eixo de TDIC as propostas de conteúdo envolviam coisas como incentivar as mulheres nas áreas envolvendo ciências e trabalhar com campanhas contra fake news.

Na parte de letramento digital, o estado está trabalhando com a elaboração de cartazes, criação de rádios na internet e até uma campanha nas redes sociais. Já no pensamento computacional os alunos vão meter a mão na massa construindo algoritmos e programas para automatizar robôs.

Planejamento de Tecnologia e Inovação para o Novo Ensino Médio nas escolas de São Paulo
Imagem: Governo de São Paulo

Como funciona na prática?

Na prática, o componente de Tecnologia e Inovação para o Novo Ensino Médio está sendo distribuído em aulas de 45 minutos por semana, com um professor por turma.

Um aspecto interessante é que os conteúdos são pensados para serem o mais flexíveis possível, se adaptando às condições de infraestrutura das diferentes escolas e espaços, mesmo na ausência de salas de informática, por exemplo.

E para promover aulas que captem o interesse dos alunos, as secretarias de educação têm investido pesado na formação dos professores, assim como no fornecimento de material de apoio, conforme a necessidade de cada unidade.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

MAIS LIDAS

Juliano Menta
Formado em Comunicação Social, Juliano Menta é especialista em assuntos relacionados a Educação brasileira. Escreve para portais online desde a mais de 4 anos e está sempre de atento em tudo o que envolve o a educação no país para melhor ajudar os estudantes brasileiros.